10 pensamentos sobre.. · Coréia do Sul · Resenhas

10 Pensamentos sobre Three Color Fantasy Series

tcf

Hoje vamos falar sobre essa série de mini-dramas que parecia que vinha para bugar a nossa mente e fazer vários questionamentos, mas no final foi só uma grande decepção. Essa série foi ao ar tanto pela Naver TV Cast quanto pela MBC, no período de 23 de Janeiro a 24 de Março, e cada uma delas tem 6 episódios (se você contar os que foram ao ar pela MBC). Ela é dividida em 3: Star of The Universe, Vivid Life e Queen of the Ring.

Pensei muito se deveria escrever uma resenha sobre cada um deles, mas resolvi optar por essa outra opção para que assim eu não acabe trazendo muitos spoilers. O suposto objetivo dessa série é passar uma mensagem no final de cada um dos mini dramas. Enfim, vamos lá:

*PODE CONTER SPOILERS*


Primeiramente vamos falar de Star of the Universe

d3m8dqjl_c76517_f

  • Sinopse: Conta a história de amor entre o autor-cantor Woo Joo e a anja da morte Byul.
  • Elenco: Kim Jun Myeon (Su Ho da EXO) como Woo Joo e Ji Woo como Byul.

10. Byul, uma das melhores protagonistas da vida!

Se tem uma coisa que logo me chamou atenção, de maneira super positiva, foi certamente a nossa protagonista. Byul é uma ceifadora, porém nunca conseguiu encaminhar nenhuma alma para a outra vida… Ela acaba salvando e/ou dando uma segunda oportunidade para os recém-mortos. Ela é uma fofa, desde a personalidade até o modo de se vestir, e eu AMEI a amizade dela com a outra fantasminha. Toda a fascinação dela pelo ídolo Woo Joo é um pouco estranha, mas totalmente compreensível quando se conhece o porque dela. Gente, sério, do início ao fim eu não consegui encontrar nada nela que não me agradasse. AMEI, QUERO MAIS PERSONAGENS ASSIM!

9. A crítica a vida das celebridades na Coréia.

Outra coisa que me chamou atenção aqui foi as várias críticas feitas a vida das celebridades: o fato deles terem que estar sempre na mídia ou produzindo algo para não serem esquecidos, as pesadas críticas quando eles tentam algo diferente do usual, o quanto eles precisam ser cuidadosos com a vida pessoal deles para não destruir a “imagem” deles, a falta de liberdade deles e, principalmente, a crítica a alimentação deles (já que eles precisam abrir mão daquilo que gostam de comer para poder manter o corpo padrão/aceitável para aquele tipo de profissão). Achei muito positivo eles mostrarem o quanto toda essa pressão influencia na saúde deles, tanto física quanto mental, e como eles devem/podem ter direito a viver sua própria vida. Pude perceber tudo isso através da atuação do Su Ho (confesso que não esperava muito, mas gostei!).

8. As belas mensagens que o drama passou.

Esse drama começa com uma pegada meio bobinha: uma fã (fantasma e grim reaper) que é louca pelo seu idol faz de tudo para salvá-lo. Porém, com o desenvolvimento do enredo logo vai se percebendo as belas mensagens que o drama quer passar: ele fala de belas amizades, reconciliações, redenção, segundas chances, sacrifícios, amor de todas as formas e, principalmente, do quanto é importante viver o presente e fazer tudo que se deseja. Tudo isso recheado de um belo romance e uma trilha sonora maravilhosa!

Agora vamos falar da segunda parte: Vivid Romance

  • Sinopse: Seo In Seong tem se preparado para o concurso público da polícia por 4 anos. Ele já falhou 8 vezes, mas ele continua com o pensamento positivo. Ele então aceita um trabalho de meio período com um salário altíssimo chamado “Experimento Cheio de Vida”.
  • Elenco: Yoon Shi Yoon como So In Seong e Jo Soo Hyang como Wang So Ra.

7. Relacionamentos podem não dar certo.

Fiquei meio confusa com a sinopse desse drama, porém resolvi assisti-lo por adorar o Yoon Shi Yoon. Seo In Seong é um rapaz que tem como sonho se tornar policial e para isso ele tem se dedicado a 4 anos, mas ele acabou falhando nas provas e ainda não conseguiu a aprovação. Ele namora com Wang So Ra, uma pianista, que por ter que trabalhar e estudar durante o tempo de universidade acabou não tendo boas notas e por isso não conseguiu um bom emprego. Ela estuda para conseguir o título de professora através de outro concurso público. No dia do resultado da última prova que ele fez e reprovou, ela acaba terminando o relacionamento com ele e ele ficando arrasado. Até aqui, tudo vai certo… Afinal são poucos dramas que mostram que relacionamentos podem sim dar errado e que as vezes o motivo não é traição, mentira e etc.

6. “Beleza e físico” como super poderes.

Além do sério problema de auto estima que In Seong fica depois de ter sido abandonado, ele ainda acaba sendo demitido e despejado, e por isso decide participar de um experimento médico que oferece um bom salário. Os efeitos colaterais dessas drogas experimentais acabam indo muito além do que ele imaginava, ele acaba ganhando “super poderes”: super inteligência e uma super força física. Ele acaba mudando totalmente o estilo de vida dele, desde o visual até o modo de se aproximar de cada situação depois de receber esses poderes e resolve usar isso para se “vingar” da ex e conseguir “algo melhor” para ele. NENHUM PROBLEMA COM ISSO, afinal ele acabou de ser abandonado e está magoado, então quem nunca né?!.. O problema todo é como o estilo “despojado” dele é considerado uma coisa feia e ruim, e como somente depois dele mudar e se “encaixar” dentro dos padrões de beleza da sociedade dele é que ele acaba conseguindo alcançar alguma coisa na vida. Tipo, bem.. WTF?!

three-color-fantasy-vivid-romance

5. A confusão chamada de mensagem.

Diferente do primeiro drama da série, esse aqui começou com uma pegada bem mais madura: estamos falando de um casal que luta por uma melhor carreira e por melhores condições de vida. PORÉM, para mim, tudo se perdeu no meio da história. A ideia da droga que lhe transforma em alguém capaz de viver a vida ao máximo pode até ser considerada okay, mas o fato dela somente perceber o que perdeu quando o vê dessa maneira é bem escroto. A única coisa que realmente me agradou nesse drama, além da sempre brilhante atuação do YSY, foi a mensagem que não devemos abandonar os nossos sonhos e objetivos.. Agora de resto, hm.. bem NÃO!

Por fim vamos falar de Queen of the Ring

w477qaz4_9c6d3b_f

  • Sinopse: Nan Hee é feia e isso a transformou em uma garota má. Um dia ela recebe um anel que guarda um segredo de família. Se Gun é bonito, mas ele tem uma personalidade fria. Graças ao poder do anel, ele declara Nan Hee como a sua mulher linda ideal.
  • Elenco: Kim Seul Gi como Mo Nan-Hee e Ahn Hyo Seop como Park Se-Gun.

4. Um dos piores protagonistas da vida: Park Se Gun

tumblr_onbf8zdbin1uygvnjo5_500Primeiramente, eu adoro o Ahn Hyo Seop! Fico muito feliz por ele finalmente esta conseguindo papéis como protagonista: além de Queen of the Ring ele também esta no ar em Father is Strange.. PORÉM, Park Se Gun foi muito errado! Entenda: desde o primeiro episódio ele julga (pesadamente) as mulheres pelo seu visual e somente se aproxima da nossa protagonista quando ela começa a usar o anel. Ele é aquele tipo de pior cara que existe: ele usa o físico/visual para separar as meninas entre aquelas para se relacionar e aquelas que são somente para amizade. Odiei ele do início ao fim e desejei que ele ficasse sozinho, pois mesmo ao redor de mulheres “bonitas” (coloco entre aspas, pois né: SOMOS TODAS LINDAS E MARAVILHOSA e não precisamos de machos escrotos para nos dizer isso) ele as julgava.. Como se ele fosse o caralhento e melhor pessoa do mundo, e o pior, como se ele tivesse o direito de julgar e criticar alguém. PODRE, HORRÍVEL, INSUPORTÁVEL: MAIS UMA VEZ UM PROTAGONISTA SUPER MACHISTA E ESCROTO.

3. O patinho feio e o cisne bonito.

Como já havia comentando em um post anterior, eu achei super errado a ideia do anel do início ao fim. Te transformar em alguém que você não é para que assim você consiga conquistar o boy que você gosta é algo muito escroto e que só acaba com a nossa auto-estima. Me senti bem enojada com toda essa ideia, porém resolvi esperar e assistir até o final para ver se mudava de ideia.. E acabei me deparando uma situação bem comum no meio dos dramas e que nunca tinha me incomodado tanto: a ideia de que o patinho feio é sempre bonito por dentro, aqui ele é representado por Nan Hee (personagem da maravilhosa, LINDA e talentosa Kim Seul Gi), e que o cisne bonito é sempre feio e egoísta por dentro, aqui ele é representado pela bff de Nan Hee: Mi Ju (personagem da também linda Yoon So Hee). Ai gente, isso é tão errado! Todo esse conceito é errado e ultrapassado.. TUDO BEM, eu sei que o interior da pessoa é muito mais importante que o físico.. PORÉM, qual a necessidade de se padronizar isso? Quer dizer que toda pessoa “feia” é bonita por dentro e vice-versa?! Não existe isso! T_______T

*SPOILER* 2. A mensagem que no final não é bem uma boa mensagem *SPOILER*

Confesso que esse drama foi uma grande decepção para mim: várixs meninxs ficaram comentando que eu deveria ir até o final para perceber que o drama era bom e tudo mais… Mas no final nada mudou. Eis a razão: eu não consegui gostar nem do protagonista, que é um machista escroto e uó, e nem do melhor amigo dela, que é outro escroto que só percebe que gosta dela depois de anos e que vive jogando na cara dela que ela é “feia”. Com tantas pessoas ao redor dela criticando o jeito dela, eu fiquei surpresa com o fato dela ainda ter uma ótima personalidade e não ser depressiva: pois com tanta critica assim, quem consegue ter uma boa auto-estima?! O fato de no final ela ainda decidir ficar e ainda esperar por ele, já que ele “percebeu” a beleza dela foi ainda mais ridículo.. Fiquei pensando: durante todo o drama ela foi criando mais amor próprio, depois de passar por milhões de desilusões com esse boy uó.. ENTÃO, PQ SENHOR!? PQ ELA FICOU COM ELE?! Queria que tivesse aparecido outro boy maravilhoso para ela e que gostasse dela desde o início sem o poder do maldito anel. ELA MERECE UM HOMEM ASSIM E NÃO ESSE MACHISTA UÓ. Pronto, desabafei. e.e’

2.1. Não posso ser injusta com a atuação desse drama: eles arrasaram e dividiram vários momentos fofos em tela, ♥

1. Conclusões…

No final, Three Colors Fantasy, acabou se tornando uma grande decepção: Você tinha três ideias que poderiam gerar dramas e histórias maravilhosas… Mas a maioria deu errado. O único drama dessa série que eu recomendo é o primeiro deles: Star of the Universe. 

Confesso, porém, que as minhas expectativas já eram meio receosas. Já que estamos falando de dramas que tratam de “beleza”, que é algo bem complicado de se discutir quando estamos falando de trabalhos sul-coreanos. No fina, as minhas avaliações ficaram assim:

Star of The Universe: 9.5/10

Vivid Romance: 6.5/10

Queen of the Ring: 6/10 

 

Anúncios

2 comentários em “10 Pensamentos sobre Three Color Fantasy Series

  1. A cultura deles é essa beleza acima de tudo, sobre Queen of The Ring eu gostei, porque apesar dele ser um machista ridículo ele realmente passou a amar a prota de verdade, ela sem maquiagem, sem ser alta e talz.Eu acho essa atriz linda amei a atuação dela em Splash Splash Love.

    Curtir

  2. Por hora, só assisti Queen of The Ring.
    Concordo com praticamente tudo que disse: a história do patinho trabalhada de maneira clichê assim é tão século passado, o amigo não conseguiu forçar nem uma reta ou ângulo do triângulo amoroso e a história do mocinho se apaixonar apenas por causa do anel era foi bem broxante.
    Logo quando eu tava assistindo, eu ficava direto tentando encontrar uma “justificativa” pro anel: ah… ele não deve funcionar de verdade, deve ser só pra aumentar a confiança dela, aah… ela vai se sentir mais confiante e vai atrás de outro. Enfim… nada disso aconteceu, infelizmente.
    Maaaaaaaas… mesmo com isso tudo, preciso dizer que adorei o drama mesmo assim! Hahahahahahahahahahahah
    Sabe aquele drama que você percebe os defeitos, mas mesmo assim ama? Pois é. Hehehehe
    Não sei explicar… amo a Seul Gi e achei as cenas do casal principal muita fofas, eles tiveram química, conversando sobre seus problemas e tal e gostei também que ele no final foi quem jogou o anel.
    Eiiita… escrevi foi um post. Desculpa… eu falo demais hehehehe
    Beijinhoos ;******

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s